Esperança é a última que morre: pelo roteiro, filme do Deadpool é FODA!

Quando X-Men Origens: Wolverine começou a sair do papel, surgiu a notícia de que Wade Wilson, o Deadpool, fazia parte da história. Desde o início o público pediu Ryan Reynolds, já que o ator era apontado nos quadrinhos como uma versão Live Action do personagem. Isso aconteceu e todos ficaram felizes, eba!

Aí o filme estreou.

Os 5 minutos em que o Ryan Reynolds aparece como Wade Wilson são talvez os melhores de todo o filme (tirando a morena namorada do Wolverine e seu sideboob épico). Só que, no final, resolveram transformar o Deadpool numa versão idiota do Baraka.

Foi uma MERDA.

Só que a performance do cara naqueles poucos minutos de tela foi boa o bastante pra gerar interesse para um filme do Deadpool e começou a brincadeira. Foram contratados os roteiristas de “Zombieland”, Rhett Reese e Paul Wernick, para tentar limpar aquela merda feita em “Origens” e transformar um personagem que somente fãs de quadrinhos conhecem em algo com apelo ao grande público.

O projeto tá se arrastando, mas nos últimos dias o criador do Deadpool e “desenhista” que não sabe desenhar pés Rob Liefeld contou que “pode ou não” ter visto um vídeo de 8 minutos com teste de cenas do filme baseado na única coisa boa que ele fez na vida, e que “poderia ou não” ser engraçado, violento e fiel ao personagem dos quadrinhos. Dias depois, surgiram boatos de fontes dentro da Fox de que Ryan Reynolds ainda está ligado ao filme, que deve começar a ser filmado na segunda metade do ano.

O ator vem, desde sempre, confirmando que está sim no filme, e que o fato de ter sido o Lanterna Verde não mudou em nada. Ele é fã, etc.

Pois bem. Há alguns meses, do roteiro do filme, datada de abril de 2011, vazou na internet — e um dos roteiristas confirmou a autenticidade. E como é esse roteiro? Ok. Sabe “Homem de Ferro”? Um personagem que ninguém conhecia e que de repente todo mundo achava foda? Agora deixe um pouco mais engraçado, um pouco mais agitado, coloque um personagem principal surtado e você vai entender um pouco o que a Fox tem em mãos.

O roteiro apaga aquela origem do filme do Wolverine (apesar de zoá-la num certo momento da história), e já coloca o Deadpool pra matar todo mundo das maneiras mais violentas possíveis logo nas primeiras páginas, ao som de Angel of The Morning. Imagine uma cena fantástica, com ossos sendo quebrados, espadas cortando membros, balas voando para todos os lados, tudo em câmera lenta e com isso de fundo:

 

Pois é. E isso é só a primeira página do roteiro. A história é basicamente contada em flashback de como Wade Wilson, um soldado que virou mercenário (e que é extremamente fanfarrão, dando a chance pro Reynolds mostrar a cara antes dela virar um bolo de carne moída) acabou virando o surtado “superhero wannabe”, “merc-with-a-mouth”, Deadpool. A origem é “levemente” alterada, mas o principal está lá, e a maneira como ele se transforma em Deadpool pode ser uma das origens mais fodas de um super-herói no cinema, pelo simples fato de que naquela altura você já se importa com o Wade, por mais retardado que ele seja. O que acontece depois te dá aflição e ao mesmo tempo você acredita que ele é realmente FODA.

Eu nunca fui o maior fã de Deadpool, e só achava ele um personagem legal. O 4chan em forma de super-herói. O roteiro dos caras do Zombieland deu alma pro personagem, e ele não é só uma metralhadora de piadinhas, matando tudo o que vê pela frente. Ele ainda é um retardado, que em vários momentos quebra a quarta parede, falando com o público, mata todo mundo na maior, mas você se importa com ele. Essa foi uma puta diferença. O roteiro te faz torcer pelo Deadpool conseguir fazer o que precisa, e não só ficar esperando pela próxima piadinha ou morte absurda.

E piadinhas é o que não falta no roteiro. Desde praticamente todas as cenas em que o Deadpool se encontra, à zoação com pessoas conhecidas, comoHugh Jackman e uma sequência de tirações com aAmy Winehouse que agora terão de ser eliminadas (o que é uma merda, porque são fodas), tudo é absurdamente divertido. E se você gostou do ritmo com que a história avança em Zombieland, provavelmente vai gostar disso aqui.

Uma coisa que também ficou clara no roteiro é que ele está dentro do universo dos filmes dos X-Men, muito provavelmente após o terceiro. Isso porque aparece um personagem específico e PUTA QUE PARIU COMO A PARTICIPAÇÃO DELE É FODA! Uma dica: ele é cromado.

Meu único medo é exatamente da Fox não produzir o filme exatamente como está no papel. Eles tem um filme completo, com ação, comédia, romance (Pois é. E ainda FUNCIONA), um personagem principal carismático, codjuvantes fodas, e a possibilidade de virar uma franquia. O problema é que se for feito EXATAMENTE como tá no roteiro, não dá pra fazer com troco de pinga. Pra se ter uma idéia, o começo da “batalha final” é basicamente o tiroteio na recepção do primeiro Matrix vezes OITÔ.

Sério, é caótico e ainda tem gente brigando na rua.😀

Agora é esperar pra ver se a Fox vai mostrar que ainda consegue apostar alto e produzir esse roteiro violento, engraçado e foda, fazendo que Deadpool seja pro Ryan Reynolds o que Tony Stark é pro Robert Downey Jr.

E isso será MUITO foda!

Fonte: Judão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s